Notícias Relacionadas

Newsletter

Quinta, 09 de Novembro de 2017 - 09h59

Governança é palavra-chave para o agro atrair investimento privado

Modelo de financiamento ancorado no crédito rural oficial está com os dias contados

DATAGRO

O agronegócio precisa avançar em governança, transparência e gestão de riscos, a fim de atrair capital privado, sejam eles recursos advindos de fundos de investimento, mercado de capitais, investidores pessoa-física, entre outras fontes.

Financiamento por meio de crédito rural está com os dias contados, dizem especialistas

Foi o que ressaltaram economistas, dirigentes e executivos, entre os quais Zeina Latif, economista-chefe da XP Investimentos, durante o XP DATAGRO Agrifinance, evento técnico financeiro do agronegócio, realizado nesta quarta-feira (08), em São Paulo (SP).

Na avaliação de Arlindo Moura, CEO da Terra Santa e presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), o crédito rural oficial foi útil para financiar o desenvolvimento do agronegócio brasileiro até hoje, mas é um modelo que está com os dias contados. Segundo o dirigente, o financiamento do setor se dará agora, por exemplo, via mercado de capitais, por meio de instrumentos de captação como CRA, LCA, entre outros.

LEIA TAMBÉM: Cidade de SP quer combustíveis verdes na frota de ônibus, diz Doria 

Neste processo de atração de investimento privado para o segmento, Fernando Galleti, CEO do Minerva, pontuou que o investidor, com vistas à rentabilidade do capital aplicado, também terá que entender das especificidades dos mercados agrícolas, que é marcado por ciclos de alta e de baixa.

Link

Compartilhar