Notícias Relacionadas

Newsletter

Quarta, 07 de Março de 2018 - 16h02

Cenário deve ser positivo para os lácteos em 2018

Expectativa é de recuperação no consumo, preços pagos ao produtor ligeiramente mais altos e menor volume de importação

DATAGRO

O setor lácteo deve ter um cenário positivo de oferta em 2018, disse o engenheiro agrônomo Marcelo Carvalho, da Agripoint, durante o 14º Fórum Estadual do Leite, realizado nesta quarta-feira (07), na Expodireto Cotrijal, na cidade de Não-me-toque (RS). “Tende a ser um ano mais estável”, afirmou o especialista.

Segundo Carvalho, a demanda será um aspecto muito importante em relação ao que vai acontecer em 2018. “Vemos uma curva de recuperação bem mais intensa que 2017, com preços na média, por volta de 4% mais altos”, prevê o agrônomo, lembrando que o cenário de otimismo está atrelado a uma expectativa de recuperação do consumo e também de menor volume de importação no primeiro semestre. 

“A eficiência é a base de tudo. Precisamos fazer o controle da terceira casa depois da vírgula para medir resultados. Trabalhar com indicadores é fundamental para buscar a viabilidade do nosso negócio”, ressaltou o presidente do Sindilat, Alexandre Guerra, presente na palestra. 

O secretário executivo do Sindilat, Darlan Palharini, manifestou preocupação com os impactos do inverno rigoroso na União Europeia e EUA, e aproveitou para questionar até que ponto a condição climática pode influenciar o mercado brasileiro, principalmente no que diz respeito ao aumento de custos. De acordo com Carvalho, o impacto deve ser pequeno. Entretanto, o especialista pontuou que o frio pode afetar os preços lá fora, fator que pode ocasionar alguma interferência aqui.

Link

Compartilhar