Notícias Relacionadas

Newsletter

Terça, 07 de Agosto de 2018 - 11h14

Agrifinance XP DATAGRO: Carne brasileira é alvo de protecionismo nos mercados internacionais

Segundo dirigentes do setor, Itamaraty precisa ter maior foco comercial, a fim de derrubar barreiras às exportações

DATAGRO

A carne brasileira [bovina, aves e suína] é alvo de protecionismo nos mercados internacionais, devido à nossa competitividade relacionada a custos, escala, sanidade, qualidade e sustentabilidade, disseram dirigentes de entidades representativas do setor, durante o XP DATAGRO Agrifinance Brazil, nesta terça-feira (07), em São Paulo (SP).

Segundo o presidente da Abiec, Antônio Camardelli, o Itamaraty, por exemplo, precisa ser mais ativo no que diz respeito às negociações comerciais, não se limitando, por exemplo, à diplomacia política. “É preciso maior foco comercial para derrubar as barreiras.”

De acordo com Ricardo Santin, diretor da ABPA, o Brasil precisa construir novos acordos, mostrando a qualidade do nosso produto. “Temos que investir ainda mais na construção de imagem dos nossos produtos nos mercados internacionais.”

Santin destacou, ainda, que o setor de proteína animal também precisa ficar atento às novas tendências de consumo. “Um dos nossos desafios é chegar aos mercados internacionais com produtos de maior valor agregado”, salientou Camardelli.

Link

Compartilhar