Notícias Relacionadas

Newsletter

Sexta, 11 de Agosto de 2017 - 14h15

Temer inaugura usina de etanol de milho

Localizada no MT, planta é resultado de joint venture entre a brasileira Fiagril Participações e a gestora americana Summit Agricultural Group

DATAGRO

O presidente da República, Michel Temer, participou na manhã desta sexta-feira (11) da inauguração da primeira usina de etanol de milho do País na cidade de Lucas do Rio Verde (MT). “É um orgulho visitar esta usina, é um dia de pujança para o campo, com Lucas do Rio Verde sendo um exemplo, mostrando que o Brasil tem jeito”, disse Temer. “Muitas outras usinas virão. O etanol é compatível com o Acordo de Paris, estando com consonância com o meio ambiente.”

Crédito: Agência Brasil

Resultado de joint venture entre a brasileira Fiagril Participações e a gestora americana Summit Agricultural Group, a usina tem 250.000 m² de área total — 38.911 m² de área construída, onde foram investidos R$ 450 milhões. A capacidade inicial de produção prevista da planta é de 240 milhões de litros de etanol por ano. A unidade ainda terá potencial para produzir anualmente até 186 mil toneladas de farelo de milho — sendo 125 mil toneladas de farelo com alto teor de fibra e 61 mil toneladas de farelo com alto teor de proteína —, além de 7 mil toneladas de óleo de milho.

O farelo de milho, chamado DDG (que significa grãos secos por destilação, na sigla em inglês), tem aplicação na nutrição animal, incluindo piscicultura, bovinocultura de corte, vacas leiteiras, suinocultura e avicultura. Já o óleo de milho refinado, será utilizado como combustível em motores de ciclo diesel.

Diante do cenário atual de safra recorde de milho, a instalação de uma fábrica de etanol feito exclusivamente desse grão pode trazer inúmeros benefícios ao País, incluindo dar uma destinação ao excedente da produção, que não tem espaço para ser armazenado nas condições atuais.

“O Mato Grosso é uma importante região para a FS Bioenergia, principalmente quando se trata da indústria de etanol. Temos orgulho de implantar a primeira usina que produzirá etanol exclusivamente a partir do milho. A exposição direta a esse mercado e às necessidades dos clientes gerará novos insights e alimentará nossa capacidade de inovação” afirmou Henrique Ubrig, CEO da FS Bioenergia.

A usina ainda irá gerar energia elétrica proveniente de biomassa, suprindo seu consumo interno e possibilitando a comercialização da produção excedente, gerando assim, uma receita adicional para a empresa. A capacidade de cogeração da FS Bioenergia será de 60.000 MW, suficientes para abastecer uma cidade de cerca de 25 mil habitantes. 


Link

Compartilhar