Notícias Relacionadas

Newsletter

Segunda, 04 de Setembro de 2017 - 08h15

Exclusivas uagro

Estímulo à produção nacional de fertilizantes encontra entraves

Agricultura brasileira é altamente dependente da importação de matérias-primas destinadas à fabricação de adubos

DATAGRO

A diminuição da dependência da importação das matérias-primas destinadas à fabricação de fertilizantes, atualmente estimada em torno de 80% do que é utilizado na agricultura brasileira, encontra uma série de entraves, que acabam acarretando em falta de investimentos para aumentar a produção nacional, hoje situada em cerca de nove milhões de toneladas. Foi o que destacou o presidente da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), Carlos Henrique Dantas Heredia. 

Brasil encontra dificuldades para matérias primas na produção de fertilizantes

Segundo o dirigente, o primeiro obstáculo se refere à disponibilidade de recursos provenientes de jazidas de fósforo e potássio no Brasil. No caso do fósforo, ressaltou Heredia, as jazidas no Brasil não são de boa qualidade. Já no que diz respeito ao potássio, de acordo com o dirigente, as jazidas são escassas e estão localizadas em regiões onde a exploração não é viável do ponto de vista ambiental e econômico. 

Ademais, Heredia pontuou que no que se refere ao nitrogênio, o desafio é o de se ter gás natural a preços competitivos. Soma-se a isso, lembrou o dirigente, o fato de que o mundo está superofertado de fertilizantes, com preços deprimidos, o que, na prática não contribui para atração de investimentos na produção nacional. Números da Anda mostram que as importações de fertilizantes no acumulado de janeiro a julho cresceram 14,45 na comparação com igual período de 2016.


Link

Compartilhar